Como prevenir as principais doenças vasculares que não apresentam sintomas

Existem doenças vasculares que se instalam silenciosamente, sem apresentar sintomas, mas que devem ser prevenidas com o objetivo de reduzir complicações e o número de mortes. Saiba quais são:

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL - ocorre quando há o entupimento ou rompimento de um vaso que leva sangue ao cérebro. Também chamado de derrame. Fatores de risco: hipertensão, diabetes e obesidade.

PÉ DIABÉTICO – perda da sensibilidade dos pés por causa da diabetes. Uma ferida não percebida pode evoluir até ser necessária a amputação.

TROMBOSE VENOSA PROFUNDA - causada pela coagulação do sangue no interior das veias, seus sintomas mais comuns são o inchaço e a dor. Fatores de risco: tabagismo, permanecer sentado, deitado (acamado) ou em pé por muito tempo, hipercoagulabilidade genética, realizar cirurgias de grande porte, gravidez, estar com câncer ou em tratamento, ter insuficiência cardíaca.

ANEURISMA DE AORTA - dilatação anormal e assintomática da parede da aorta. Se romper, pode ser fatal. Fatores de risco: idade superior a 65 anos, tabagismo, hipertensão, aterosclerose e histórico familiar.

ANEURISMA PERIFÉRICO - dilatação anormal da parede de artérias periféricas (femoral, da virilha, carótida, do pescoço e dos braços), não costuma romper, mas pode criar um coágulo que impede a passagem do sangue e comprime um nervo ou uma veia próxima, causando dor, formigamento e inchaço.

DOENÇA ARTERIAL OBSTRUTIVA PERIFÉRICA (DAOP) – ocorre quando há dificuldade de passagem do sangue devido a placas de gordura, cálcio e pela própria degeneração da parede do vaso ao longo dos anos. Um dos sintomas é a dor na batata da perna ao caminhar. Fator de risco: tabagismo.

Eventos

Patrocínio